"O Amor deve ser a causa, meio e fim para o comportamento humano feliz que desperta com anseios de plenitude. Amar é o grande desafio!"

O Espiritismo e o Cristianismo

„É hora de, nós cristãos, fazermos a vontade de Jesus que é nos amarmos uns aos outros para podermos ser chamados filhos de Deus.“
Evangelho Segundo o Espiritismo
É comum a insegurança das pessoas que começam a adentrar os conhecimentos espíritas. Muitos se perguntam: Será que estou fazendo algo certo? Será que ser espírita é ser Cristão?

Muitos religiosos professam aos seus discípulos para que se afastem das idéias espíritas afirmando que espiritismo não é Cristão.

No futuro haverá, por determinado tempo, muitos espíritas que não se declararão Cristãos, pois o espiritismo, como ciência, filosofia e religião livre, não impõe a nenhuma consciência seus princícpios e por isso encontra abertura em todos os campos religiosos, cristãos ou não.

Na atualidade, a maioria dos espíritas são cristãos, e muitos, que não eram cristãos, se tornaram, conhecendo e aceitando Jesus como Mestre, compreendendo-o através das obras espíritas.

. Nós, espíritas, amamos Jesus, tentamos viver seus ensinamentos, estudamos com profundidade os evangelhos, buscamos viver, no dia a dia, o amai-vos uns aos outros e o perdoai 70X7 vezes cada ofença. Pergunto: Somos ou não somos cristãos?


Jesus, não fundou uma religião, Jesus trouxe à humanidade uma mensagem de amor e perdão, para direcionar os homens à paz, mesmo sabendo que sua vinda geraria tantas guerras. É hora de, nós cristãos, fazermos a vontade de Jesus que é nos amarmos uns aos outros para podermos ser chamados filhos de Deus. Enquanto uns combaterem aos outros, pensando que cada um guarda a "verdade" não podemos ser chamados Cristãos verdadeiros. Jesus nos deixou todos os ensinamentos que precisamos para nos amar.

Quando lemos a parábola do Bom SAmaritano vemos muito bem que Jesus explicitamente nos mostra que nem sempre são os que tem títulos religiosos ou doutores da lei que possuem o verdadeiro sentido do amor. Ao final, para nos mostrar quem é o nosso próximo, ele se utiliza de um erege para nos deixar o registro histórico do verdadeiro homem de bem.

Se, nós espíritas, amamo-nos uns aos outros, se cumprimos os madamentos de Deus, se fazemos todo o bem que podemos, se aceitamos todos os níveis de consciência, assim como todas as religiões que encaminham os homens para o bem, se desenvolvemos projetos sociais que salvam vidas, tirando-as da miséria, se educamos crianças nas regiões mais miseráveis do Mundo ajudando-as a viverem e construirem uma vida digna sem jamais exigirmos que elas se tornem espíritas, se abrimos abrigos para idosos abandonados, se pregamos a tolerância, se oramos e fazemos campanha para que as famílias façam o evangelho de Jesus em seus lares, se não nos tornamos profissionais da religião (todos os espíritas são voluntários e não podem sobreviver do espiritismo e da palavra de Deus) então pergunto ao irmão que lhe instruiu dizendo que não somos cristãos: O que nos falta para sermos Cristãos?


Gorete Newton (Redatora)
FÉ INABALÁVEL SÓ É A QUE PODE ENCARAR FRENTE A FREN-TE A RAZÃO, EM TODAS AS ÉPOCAS DA HUMANIDADE."

Allan Kardec


Próxima Página>>